sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Sobre tristeza, indignação, amizade e carinho

Hoje o post não começa com alegria.
Estamos "fora dos costumes".

Hoje eu to triste!
Mais: hoje eu to indignada!
Pracaraleo!
Odeio injustiças!
Odeio sacanagem com gente que gosto!
Sacanagem das brabas com uma pessoa boa de alma, que, como ela mesma diz, não é nada traumatizável, não faz o tipo frágil, mas dessa vez sentiu.
E eu sinto junto porque gosto à beça dela!
Mas "nós inverga mas não quebra"!!!

Chucrutinha de my life,
conte comigo, mia fia!
Há anos nos conhecemos, mas agora está sendo muito bom o florescimento desta amizade!
Te adoro deveras!!!
Meu total apoio e carinho para a sempre Chucruuuuteee!!!

E como quando a gente dá uma baqueada, é o amor e carinho da família e dos amigos o que nos põe no prumo de novo, nada melhor que NOSSO queridíssimo Leoni para nos lembrar:

Me alegro só de lembrar
Que o amor me espera lá dentro
Porque tudo que eu preciso
Tudo, agora e pra sempre
Me espera atrás dessa porta
O amor me espera lá dentro

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Tudo bem que quando se está gripada, alternando sintomas como muita dor no corpo, dor de garganta e dor de cabeça ou totodaruimativar, não se tem lá muita inspiração. Mas também a falta de saúde gera repouso, vulgo procrastinação que, por sua vez, gera pensamentos (f)úteis.

Bom, nem tanta procrastinação assim, visto que em
NÃO sendo uma Tamborindeguy, eu tenho que trabalhar. E ontem, ainda que no estado relatado acima, eu tive que ir pro lerê-lerê diário. Daí que entre uma chibatada e outra, almocei e fiz uma hora no shopping. E já que era pra passar o tempo, vi vitrines. Porque eu to enferma, mas não to morta, oras.

Vi um modelo de sandália rasteirinha super digna e simpática, esta aqui:


(só achei foto da vermelha, mas a bege - "nude" porque sou chique! rsrs - achei mais fina!!!)

E sabem o que reparei????????
Que ela está em (quase)
todas as mega stores por aí.
Ou seja, a probabilidade de ter um monte de gente desfilando com o pé igual por aí no verão é grande, bem grande!

Não que queira (leia-se "tenha dinheiro para") ter modelos exclusivos.



Mas diga se não é broxante sair e se deparar com um bando de gente com roupa/sapato igual ao seu? Sentimento de "liquidação", sabe?
Sentimento de "8X sem juros no cartão C&A", sabe?

Nem to desdenhando não! Faço bons garimpos na C&A, por exemplo.

Mas evito comprar estampas lá, pelo óbvio!

Daí reparando mais bem reparado, vi que este modelo é da novela Viver a Vida (escrito na sola e tudo!).

Tudo bem que uma das poucas coisas que me empolgam neste folhetim é o figurino.
Tudo bem que o modelo da rasteirinha é de uma novela, e por mais que o figurino esteja fino, não deixa de ser modelo de novela, da Globo, popular.

Mas daí a colocar pra vender em tudo quanto é canto, no melhor (pior) estilo "tá todo mundo IN" e/ou "tá todo mundo usando oba!", achei demais!
Fiquei com aquela sensação de quando eu era criança, ia numa festa, e 8 entre 10 meninas estavam com suas melissinhas.
Boring!

PS 1: Desculpe se alguém já adquiriu. É (meramente) a minha opinião, ok?!


PS 2 : Lembrei de um dos clássicos do telefonema:
"- Amiga, vou com aquela sandália/saia/blusa hoje (leia-se "aquela que a gente tem igual")".
"- Ok, tinha pensando nela. Mas então vou com outra!"

kkkkkkkkkkkkkkk

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Chato é voltar pra Terra...

Daí que no sábado último eu e mais três amigas fomos abduzidas pela nave Eva ou pelo Eva Nave, como preferir.
Muita expectativa, lembram?
Muita expectativa superada porque o evento foi FODÁSTICO!

Tiveram os preparativos com todas juntas customizando seus abadás.
"Coloca todo seu lado estilista-costureira pra fora e se joga, gata!" rs
Teve meu pai jantando, dois dias antes, que muito calmamente virou pra mim dunada e mandou a pérola: "você não acha que passou da idade desses eventos não?"
COMO ASSIM, cara pálida?????????????
A idade tá na alma! Piegas, mas verdadeiro!
Teve minha tia foférrima cedendo casa, comida e roupa lavada pra nós 4.
Teve Saulinho delicinha mais delicinha do que nunca!



Teve a clássica foto dos tênis limpos antes, sujérrimos depois.
Teve "zeriiiiiiiiiinhoooooo ou um". Vespertino e noturno.
Teve queda. Estabaco mesmo. E dessa vez nem foi Maria-Mole. A amiga Kabum assumiu o posto!
Teve muita Banda Eva - 3 horas!!! E eu fiquei feliz, feliz, bem feliz!
Teve gente que as amigas acharam (mas eu sempre sou a campeã neste quesito).
Teve gente que achei.
Teve gente que me achou.
E teve história! Muita história! De gente! Muita gente! rs
Mas o que acontece lá, fica lá.

E eu só sei que to em depressão pós-abdução.
E eu só sei que não to nem um pouquinho velha pra isso.
E eu só sei que chato é voltar pra Terra!
E eu só sei que eu quero mais!

Só de coisa boa, eu vivo
E se ando à toa, não ligo
Praia e uma canoa, preciso
Pra ficar de boa, sorriso
(Só por ti - Banda Eva)

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Abdução


Ai, ai, ai, ui, ui, ui, contandos as horas para ser abduzida!

A Nave tá chegando!

Sábado o mundo vai se acabar!

E eu espero que os extraterrestres permitam que eu faça contato no domingo para contar como foi! rs

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Msn, eu, + alguém, + meus conselhos!

Enquanto isso, no MSN...

J.: Agora além do meu noivo, tem um outro que se sente alguma coisa e me liga todos os dias.

Eu: Ihhh menina, conta isso! Quer dizer que o tal outro tá mais presente do que nunca?

J.: E como! Se sentindo o dono do mundo! Que grude mala!

Eu: kkkkkkk

J.: Ai, quero moooorrer!

Eu: Dá um gelo nele então, J.

J.: Já dei! Mas ele quer ser meu amiguinho!

Eu: Manda ele ligar pro Disk Amizade! Tem amigo à beça lá por apenas 0,31 por minuto + os impostos da operadora dele.

J.: rsrsrs. Ótima ideia! Mas o pior é que também to virando uma sem-vergonha, descarada.

Eu: Por que?

J.: Na semana passada fiz ele me levar em casa. rsrs

Eu: Então seja sincera! Jogue limpo e avise: "Você só vai servir de meu motorista e não passará disso! To avisando! Eu não sou essas do tipo ricas que têm casos com motoristas, ok?! Primeiro porque eu não sou rica, segundo porque eu não quero mesmo!"

J.: rsrsrsrs. Pior que ele sabe! E gosta! Se não, não ficaria me ligando.

Eu: Então se ele sabe e gosta, avisa que você não assina carteira e não dá aviso prévio! rsrsrsrs

J.: rsrsrsrsrs!!! Ai, só você!!!

Nada como ser prática, não?! rs

Ontem eu fiquei feliz de verdade!

Sarcasmo de lado, posso dizer o que salvou meu dia ontem.
Um presente de aniversário que chegou!
E chegou de surpresa!
Via correio!

Quando vi o envelope em cima da mesa e vi que era pra mim, pensei que o remetente era um dos meu trabalhos que me manda muitas coisas assim.
Mas não era!
Era da minha prima de Salvador.
Daí passei à segunda parte do pensamento: "Hum, deve ser um presente por conta do meu aniversário..."
Apalpei.
"Um livro!"
Mas não era!
Era melhor, MUITO melhor!

Era um saquinho com muitas fotos. Fotos antigas. Da época que era criança!
Lembram que eu perdi muitas?
Pois então... minha mãe, sem que eu soubesse, pediu às minhas primas que fizessem uma varredura em suas caixas de fotografias.
E ela fez!E fez surpresa!
E me deu de presente!
O MELHOR presente! Sem dúvidas!

Ontem eu fiquei feliz de verdade!
Ontem eu fiquei feliz e emocionada de verdade!



Ontem eu fiquei feliz

Daí que ontem eu tinha que ir a Niterói. Bom, em sendo moradora da zona norte, não tendo carro e tendo que ir em direção ao centro da cidade para poder pegar a barca, isto significava que eu passaria por onde está tendo todo aquele conflito que está acontecendo no Rio de Janeiro e que vocês devem estar acompanhando pelos telejornais. Passaria pois este caminho é o principal acesso da zona norte ao centro.
Tudo bem que eu fiz uma baldiação danada (gastei mais rúpias do que já gasto normalmente) para literalmente "contornar" meu problema.
Mas o fato é que eu não passei por nenhum alarde, nenhum tirinho sequer, nenhuma situação de perigo.

É ou não é pra considerar o alívio?
É ou não é pra se sentir feliz?

Aí você pode pensar: "mas isto deveria ser o normal, não?!"
Não!
Não pra quem mora no RJ.

Repito: É ou não é pra se sentir feliz?

(Índice da bolsa: sarcasmo em alta!)

terça-feira, 20 de outubro de 2009

"Eu to tentando ter mais culhão" ou Sobre (não) ter paciência

Porque a Paula Toller, o Kid Abelha e o raio que o parta tão tentando (clique para saber) um monte de coisas e hoje eu só to tentando (?) ter paciência, muita paciência, para digerir comportamentos masculinos, de HOMENS, eu disse HOMENS bem crescidinhos tá, que agem como se estivessem no 5º ano primário!

Mas como eu to muito bem obrigada, como o problema não é meu e que se foda tudo mais, eu trato logo de mudar a trilha sonora desta bagaça para Kid Abelha e meu querido-amado Donavon Frankenreiter (clique! vale a pena!).

E que se foda (eu já disse isso antes?! rs) porque como nos belos versos desta última música:

Eu disse que se não importa para você = Patrícia
Não importa pra mim =meu auter ego

Bonus no final do vídeo:

Paula Toller: Não importa mesmo pra você.
Donavon: É isso aí!

Patrícia: É isso aí, é isso aí, é isso aí MESMO!!!!!!

Diferenças de gêneros

Recebi o texto abaixo por e-mail de Magrela e resolvi postar principalmente depois que nosso grupinho feminino ontem foi lanchar e na hora que veio a conta, cada uma pegou sua calculadora! rsrs
Achei bem humorado e apropriado!
Divirtam-se!



DIFERENÇAS ENTRE HOMENS E MULHERES

APELIDOS

- Se Adriana, Silvana, Débora e Luciana vão almoçar juntas, elas chamarão umas às outras de Dri, Sil, Dé e Lu.
- Se Leandro, Carlos, Roberto e João saem juntos, eles afetuosamente se referirão uns aos outros como Gordo, Cabeção, Rato e Negão.

COMENDO FORA
- Quando a conta chega, Paulo, Carlos, Roberto e João jogam na mesa R$20,00 cada um, mesmo sendo a conta apenas R$ 32,50. Nenhum deles terá trocado e nenhum vai ao menos admitir que queira troco - logo o troco será convertido em saideiras.
- Quando as garotas recebem sua conta, aparecem calculadoras de bolso e todas procuram pelas moedinhas exatas dentro da bolsa.

FILMES
- A idéia que uma mulher faz de um bom filme é aquele em que uma só pessoa morre bem devagarzinho, de preferência por amor.

- Um homem considera um bom filme aquele em que muita gente morre bem depressa, se possível com balas de metralhadora ou em grandes explosões.

DINHEIRO
- Um homem pagará R$ 2,00 por um item que vale R$ 1,00, mas que ele precisa.

- Uma mulher pagará R$ 1,00 por um item que vale R$ 2,00, mas que ela não precisa.

BANHEIROS
- Um homem tem seis itens em seu banheiro: escova de dente, pente, espuma de barbear, barbeador, sabonete e uma toalha de hotel.
- A quantidade média de itens em um banheiro feminino é de 756. E um homem não consegue identificar a maioria deles.

DISCUSSÕES
- Uma mulher tem a última palavra em qualquer discussão.
- Por definição, qualquer coisa que um homem disser depois disso, já é o começo de uma outra discussão.

FUTURO
- Uma mulher se preocupa com o futuro até conseguir um marido.
- Um homem nunca se preocupa com o futuro até que consiga uma esposa.

MUDANÇAS
- Uma mulher casa-se com um homem esperando que ele mude, mas ele não muda.
- Um homem casa-se com uma mulher esperando que ela não mude, mas ela muda.

DIVIDINDO
- Uma mulher dividirá seus pensamentos e sentimentos mais profundos com um completo estranho que lhe dê atenção.
- Um homem só dividirá seus pensamentos e sentimentos mais profundos quando questionado por um advogado artimanhoso, sob juramento, e mesmo assim, apenas quando isso puder diminuir a sua pena.

AMIZADE SINCERA
- A mulher encontra com outra na rua: 'Nossa, como você tá linda!!!'. Quando viram as costas vem o comentário: 'Nossa, como ela tá gorda'.
- Um homem encontra com outro na rua: 'Fala seu gordo-careca- bichona!' Quando viram as costas vem o comentário: 'Esse cara é gente fina!'.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Elucidativo



Mesmo querendo (?)
eu não vou me enganar
Não há nada de novo
ainda somos iguais

domingo, 18 de outubro de 2009

Teoria da relatividade

Sua casa vista por você...




Pelo comprador...



Pelo banco...



Pelo avaliador...





Pelo IPTU...


sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Dia de beauty


Daí que hoje foi o dia de madame da madame aqui.
Dia de retocar o telhado.
Super Paty Super Loura ativar!
Cheguei no salão às 9:30h e saí às 15:30h de bom humor, serelepe, saltitante, lari-lari.
Sempre demora.
Sempre é assim.
Mas eu nem reclamo. Até que gosto.
Uma coisa meio fútil, ok!
Mas eu gosto.
E eu sou mulherzinha.
E eu gosto.
E eu posso, tá?!
Dá licença?!

"O luxo"! "O poder"! rsrs

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Mas... você vai ser professor?

Hoje é o Día de los Maestros e a primeira coisa que me vem à cabeça é uma comunidade orkutiana intitulada "Mas... você vai ser professor?".

Pois bem... sem professor ninguém vive, professor é um mediador de conhecimentos, nesta relação de troca não só se ensina mas se aprende também, nosso futuro começa com nossos professores e blá blá blá, mas vai escolher tal profissão hoje em dia! Ahhh, difícil é quem a escolheu nunca ter ouvido de ninguém a pergunta-comentário acima.

Pois é... será que é pra comemorar?
Enfim... sem coroquices como prometido desde ontem.

Mas quem também não tem um(a) professor(a) inesquecível?
Aquele(a) que era uma doçura?
Aquele(a) carrasco(a) nas provas?
Aquele(a) que era o(a) mais palhaço(a)?
Aquele(a) que fazia musiquinhas/riminhas?
Aquele(a) que morríamos de medo?
Você odiava "X" matéria por causa do professor ou o professor por causa da matéria?
Lembro agora que no primário eu chamava de "tia".

Pois sim... o tempo passa, o tempo voa, a poupança Bamerindus já até nem existe mais, mas tem coisas que, de um jeito ou de outro, permanecem!

Feliz nosso dia!
________________________________________

Ontem teve almocinho com a família com direito a presença-surpresa da prima de Recife.
Teve bolinho surpresa no trabalho.
E teve Ótbequi com os amigos à noite com direito a sobremesa de graça que me era de direito!

Não disse que libriano gosta de comemorar?
Sábado tem mais!

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Nesta data querida!

Daí que hoje é meu CUMPLEAÑOS e eu faço exatos 26 anos.

E, como viram, desde ontem que eu sinto uma pequena depressão.
Estou entrando no segundo ano em que posso ser uma usuária em potencial de Renew antissinais.
Ontem meu irmão entrou no quarto e perguntou: "o que é isso na sua testa?".
Tempos atrás pensaria: "putz, uma espinha!", mas ontem pensei: "ai meu Deus, será uma ruga?".
Mas, diante da minha cara de espanto, ele emendou com: "são pequenas bolinhas".
ALÍVIO!!!
É... mas cada vez mais perto dos 30 (ui! dor!).
To ficando velha. E nem é força de expressão. Humpf!
Antigamente, lei da gravidade na minha vida nem era lei, era projeto de. Agora ronda cada vez mais meus pesadelos.

Na festa Ploc do último fim de semana - que aliás adoro (sinal dos tempos? do MEU tempo?) - percebi que sou da época de Silvinho Blau Blau, Afonso Nigro, Paquitas e assemelhados. Percebi que sabia cantar 95% das músicas.

Andei refletindo e vi que sou do tempo do mimiógrafo (ui! provas cheirando a álcool), de esperar uma tarde inteira uma música tocar na rádio para aí então apertar o rec e gravá-la numa fita cassete, da época em que Marcelo Tas era o careca do Castelo Ra-tim-bum e não o careca do CQC e também cheguei à conclusão de que ando usando com mais frequência expressões do tipo "isso é do meu tempo" assim como sua similar "na minha época".

Tá bom, tá bom. Não vou ficar reclamando que nem uma velha coroca.
E aiii de quem usar esta palavra hoje!

MANTRA: ABSTRAI, ABSTRAI, ABSTRAI!

Pronto! Vou focar que fazer aniversário é muito bom para reunir todos meus queridos numa comemoração. Ou comemoraçÕES, já que como boa libriana adoro um agito. E que sábado o mundo vai se acabar!

Foco também que a vida tá BEM BOA e que percebo pensamentos, posturas e ações diferentes em mim ultimamente - e to adorando! (sinal dos tempos? hehehe).

E que, além do aniversário, outubro tá bombando!!!

Pensando bem (eu to sempre "pensando bem", lembram?) um genuíno FELIZ aniversário sim pra mim!

Beijos a todas as pessoas de mi vida que têm me acompanhado em meus momentos em 26 anos!

PS: Ahh, eu também sou da época dos Ursinhos Carinhosos! hehe

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Vida pacata

O que fazer quando se semi-marca de encontrar dois bofes no mesmo evento? Não sei o que se faz, mas sei bem a cara que Magrela fez.
Principalmente depois que eu a avisei da presença de um, mas dizendo o nome do outro.
Puro engano. Mas acho que Astigmatismo Boy nem percebeu que troquei seu nome pelo de Aviator Boy. Menos mal.


Isso porque eu nem ia para tal evento. Estava bem tentada, é verdade.
Festa Ploc. Gosto muito. Muitos amigos. Gosto muito.
Mas o dever me chamava. Daí................. uma mensagem de uma amiga.
Turbulência no romance à vista. Entendi perfeitamente: o SMS era praticamente de JC.
Ou seja, o dever, mas neste caso "dever de amiga", me chamava e entendi que era realmente pra eu sair! Atendi prontamente! he he he he
E foi fodástico (rs)! Aliás, as minhas amigas - ou suas atitudes - andam me surpreendendo (pra melhor!).


Fim de noite, ou melhor, início de dia (às 6:30h), sempre rola o clássico do grupo "vamos parar pra comer algo?". Lanchinho árabe desta vez.
E Magrela topa com mais um bêbado de sua vida.
E um certo pigmeu, numa certa coincidência, nos "persegue". Mas a Amiga de Outras Vidas já tinha mostrado que eles tinham uma diferença de muitos centímetros. Ela até foi legal ao falar com ele quebrando a cabeça pro lado. Ah, 2 centímetros a menos, vai! Ela foi solidária! kkkkk
Muita fofoca no fim de noite, início de dia.

_____________________________________________

Dia seguinte. Mais evento. Agora somente eu e Magrela.
Quais as chances de dar alguma merda???
Quais as chances de cometermos leseiras???
Quais as chances de nos divertirmos horrores ainda que em dupla apenas???

Primeiramente que este evento bem poderia se intitular "órfãs de aniversariante".
Isso mesmo, órfãs!
Chegamos cedo e nada do aniversariante.
Demos um giro e nada do aniversariante.
A porta da boate abria e fechava e nada do aniversariante.
Tempo passando e nada do aniversariante.
Altas suposições. Altas hipóteses. Altas histórias.
Apelamos pro celular. Ficamos ou partimos?
Um último giro e eis que surge da terra (só pode!) o aniversariante.
Noite "só no pagodinho" e no "até o chão".
Já disse aqui que eu e Magrela somos as mais ecléticas do grupo?
Talvez seja essa a razão de nos darmos tão bem! rs

Volta pra casa. Tá pensando que acabou?
Então eu tenho uma pergunta: quais as chances de um carro cheio de fanfas entrar na garagem que Magrela estaciona, na nossa cola, sem serem moradores do local?
Comigo e Magrela na jogada a resposta é............... TODAS!
Em não sendo moradores do local, Magrela lhes disse que ninguém mandou eles entrarem, ninguém mandou encherem o pote, ninguém mandou fazerem gracinha aquela hora da madrugada. Iriam ficar lá dentro (portão automático já fechado).
E saímos belas e formosas pelo portão de pedrestes.
Depois de muuuuuuiiiitaaa confusão e cenas impagáveis, Magrela os liberou. Hilário!

Bem que alguém disse aqui num comentário que ou andamos muito juntas ou acontece muita coisa com a gente, ou OS DOIS JUNTOS.
Voto na última opção. Por motivos óbvios! rs

_________________________________________

Tá pensando que a vida é só farra? Rá!
Ainda tinha a tal reunião, mas deu tudo certo. Ufa!

Último comentário do dia: princípio de depressão por ficar mais velha amanhã.

Dia das crianças 2 (ou "nem tanto 2")


Eu e A Afilhada (5 anos tem a pivete):

- A dindinha ainda não comprou seu presente de dia das crianças porque pensou em fazer algo diferente com você.

Afilhada com cara de paisagem.

- A dindinha pensou num passeio bem legal!

Afilhada segue com cara de paisagem.

- A dinda quer levar você ao circo. Olha que legal!

Afilhada agora muda as feições para uma cara de interrogação.

- (eu MEGA animada) Você vai gostar de ir ao circo comigo, né?

- (Afilhada categórica) NÃO!

- (eu indignada) Como assim???? Tem palhaço, pipoca, irão outras crianças, vai ser super divertido!

- (Afilhada mais categórica) NÃO!

- Toda criança gosta de circo!!!

- Mas eu não gosto. É quente lá! Não tem ar condicionado!

Eu, ainda que MEGA indignada, não consegui proferir palavra.

Em pensamento: Tá, então também vai ficar sem presente! (Minha vez de ser má! ho ho ho)

Méuodeuz! Já não se faz mais crianças como antigamente!
Todas agora são pequenas Maysas?!
M-E-D-O!

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Dia das Crianças (ou "nem tanto"!)

Numa dessas festas Ploc da vida, onde se canta música oitentinha e todo aquele repertório infantil da época que eu ADORO, Magrela, na hora da apresentação das Paquitas em que nós e as demais amigas estávamos todas trabalhadas na coreografia, me pergunta:

"Ai amiga, quando nós vamos deixar de ser criança?"


Bom, respondi que este espírito eu nunca vou deixar de ter!*

E como o dia hoje é delas e propício a este tipo de questionamento, eu desejo aqui um ótimo Dia das Crianças a todos!
Tanto pra aquelas que realmente o são na faixa etária, como para aquelas que nunca deixam o seu ladinho Peter Pan morrer!


*Mas aí abro minha caixa de e-mail e vejo que tem uma reunião punk com minha orientadora amanhã e lembro como é chato crescer e ser gente grande na data de nascimento! Humpf!

sábado, 10 de outubro de 2009

Meu amor, minha flor, minha menina

Quem me conhece bem sabe que eu AMO música. Tanto que meu tema da dissertação de mestrado tem a ver com isso. Tudo pra mim tem trilha sonora. Adoro prestar atenção nas letras e adoro letras poéticas, sabe?
Por isso é capaz de vocês verem muitas vezes músicas e/ou suas letras figurando por aqui.
Hoje resolvi postar uma que ando escutando muito.
Letra divertida e melodia animada, combinando com o desejo de ótimo feriadão pra todos!
(Só falta agora San Pedro dar uma trégua na quantidade de água que vem mandando lá de cima. Pedrinho, já deu né, hora de fechar a torneira!)

Meu amor, minha flor, minha menina
(Zeca Baleiro)

Meu amor, minha flor, minha menina
Solidão não cura com aspirina
Tanto que eu queria o teu amor

Vem me trazer calor, fervor, fervura
Me vestir do terno da ternura
Sexo também é bom negócio
O melhor da vida é isso e ócio
Isso e ócio

Minha cara, minha Carolina
A saudade ainda vai bater no teto
Até um canalha precisa de afeto
Dor não cura com penicilina

Meu amor, minha flor, minha menina
Tanto que eu queria o teu amor
Tanto amor em mim como um quebranto
Tanto amor em mim, em ti nem tanto

Minha cora, minha coralina
Mais que um goiás de amor carrego
Destino de violeiro cego

Há mais solidão no aeroporto
Que num quarto de hotel barato
Antes o atrito que o contrato

Telefone não basta ao desejo
O que mais invejo é o que não vejo
O céu é azul, o mar também

Se bem que o mar às vezes muda
Não suporto livros de autoajuda
Vem me ajudar, me dá seu bem

Meu amor, minha flor, minha menina
Tanto que eu queria o teu amor
Tanto amor em mim como um quebranto
Tanto amor em mim, em ti nem tanto

video

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Referenciação

Uma vez, um aluno estrangeiro que estudava português aqui no Brasil, falando de prancha de surfe, se referiu a ela mais à frente em seu texto como "este veículo". Todos riram em classe e lhe explicaram o equívoco.
Mas, pensando bem (eu to sempre "pensando bem" rs), eu bem acho que não tava tão ruim a referenciação não.

Explico:

Antigamente, príncipes encantados vinham em cavalos brancos - um tipo de veículo, ok?

Hoje em dia, eu desejo que o meu* venha numa prancha.
Então não seria esta um veículo também, oras?


*Apesar de não acreditar em príncipes encantados visto que, na iminência do próximo aniversário, a idade não me permite mais.

Preparativos para 2016

RJ se prepara para as Olimpíadas de 2016


(*Clique na imagem para ampliá-la*)

Por quê?

Uma pausa para os comerciais....

Questionamento:

Dizem que nos sonhos se revelam as coisas que estão em nosso subconsciente ou aquelas que são mais ocultas em nós, correto?
Mas se eu estou certa de que não quero isso, por que ando sonhando sempre com essa mesma coisa ultimamente?
Volta pro mar oferenda!!!

Voltamos com a programação normal...

Vovós Mafaldas ou Cinderelas?

Hoje Magrela vai a uma festa e vai se maquiar sem mim.
Eu até insisti (to temerosa), mas ela disse que estava muita chuva para eu ir lá por isso e que se virava sozinha.
E ainda irá ajudar Maria-mole.

Aiii, que Nossa Senhora do Rímel as proteja!

PS: Ficarei tensa até ver as fotos!

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Mais um pouco da piada anterior

Daí que estava no msn e contei sobre o post para Magrela. E ela praticamente se indignou por eu ter contado só isso de um sábado a noite que todo mundo espera alguma coisa e que realmente teve muito mais.

Gente, não quero um clima neste blog de "meu querido diário", mas fica praticamente impossível não relatar certas, digamos, peculiaridades que acontecem com pessoas, tipo eu, que atraem loucos, tipo a começar pelas minhas amigas.
Pensando bem, se nós não somos nada normais, vocês acham mesmo que aconteceu SÓ aquilo sábado? Na na ni na não. Óbvio!

Tudo bem que o episódio "placa" foi o clímax do dia, mas ainda teve:

1) A chegada.
Eu e Magrela no carro. Perdemos a entrada para rua do estacionamento. O que fazer? Entrar na próxima rua e pegar um atalho - contramão - simples assim. E a gente que já quase não ri, entrou se escangalhando de rir no recinto e de cara ouvimos de uns caras que saíam: "ihhh, essas já chegaram bem". Ai, não se pode nem mais ser feliz com os subterfúgios da vida que o povo logo malda.

2) A Fundição terá que providenciar nebulizadores pela quantidade de erva alheia que a gente inalou na noite.

3) Maria-mole e Magrela fizeram uma certa aposta sobre a minha pessoa e erraram. Digo logo então que quem ganhou fui eu. Mesmo sem saber. Portanto, estão me devendo uma oncinha. Ninguém mandou serem previsíveis e acharem que eu iria ser. Error.

4) 1 hora de conversa e o cara definir o perfil do trio foi demais. Algo como: "vc e aquela ali (Magrela) são 22 total, mas aquela outra (Maria-mole) é tão............... caladinha".
É, até que às vezes a gente é previsível. Só às vezes.

5) Me diz uma coisa: bêbado na mão do palhaço merece ser sacaneado, não merece? Pois bem... uns caras nessas condições se aproximaram de nós no fim da noite. Moradores da Barra. Caras moradores da Barra bêbados na mão do palhaço merecem ser sacaneados, não merecem?
Pois bem... daí perguntaram: "e vocês são de onde?". Não dei nem tempo de Magrela ou Maria-mole terminarem a respiração para responder e mandei: Nilópolis. Nada contra de minha parte. Já da deles... sabia que, no mínimo, assustaria. Voltando à parte de bêbados na mão do palhaço serem sacaneados...
Magrela se ligou e entrou logo no clima: "Barra........ hum........ ahhh táaaaa... já fui lá 1 vez sim... quando fui à Terra Encantada". (putz, difícil foi controlar o riso nesta hora)
Mas muito sérias, perguntamos: "e vocês lá sabem onde fica Nilópolis?"
"Sim. Sei sim. Fica longe. Muito longe".
E os bêbados na mão do palhaço sacaneados saíram da noite com a convicção de que em Nilópolis ninguém já vai falando assim tocando no outro logo de cara. Na na ni na não.
Pois é, cada vez mais me convenço que minha vida daria um livro. Ou filme. De comédia. Óbvio!

Atraindo olhares, piada e "só acontece com a gente"

Bom, depois de uma longa-tenebrosa-primavera-com-cara-e-chuva-de-inverno, estou de volta!
Na verdade, depois da falta de um computador, estou de volta.

E a única coisa que penso em postar neste momento, foi uma cena do final de semana que dificilmente esquecerei. Abaixo, a descrição do que também bem poderia se chamar PIADA.
Ou, trágico se não fosse cômico.

"Todo mundo espera alguma coisa de um sábado à noite".
Realmente.
Mas não esperavam tanto. Ou pelo menos não apostavam que seria tão divertido quanto foi. (Super improvável! Sempre é divertido! Não importa o lugar!)
Principalmente pelo episódio. O episódio.
Depois de nada decidido até às 20h, decidiram ir pra Lapa.
E depois de mais indecisões, entraram 00:30h pro show do Bangalafumenga na Fundição.
Ficou bem feliz com a escolha. AMA Banga!
Intervalo do show.
Tudo muito bom, tudo muito bem, uma olha pra outra e: "vamos dar uma circulada?"
Pararam num canto.
Olhares. Muitos olhares.
Risinhos.
Comentários. Delas. E dos outros.
"Caraca, estamos bem, heim!"
Ego aonde? Lá em cima!!!
(Pra que, né? A altura com que caiu nas testas também foi grande)

De repente, uma placa atrás das moçoilas dá uma titubeada.
"Hum, melhor sair daqui antes que esta placa................ PERAÊEEE. Olhem o que está escrito na placa!!!!!!!!!!"
"SOLTEIRAS!!!!!!!!!!!!!!"
(E elas dando pinta a um tempão embaixo da tal placa)
"Hora de vazar, sair de fininho, mode on!"
kkkkkkkkkkkkkkk

Ai ai, têm coisas que só acontecem com essas amigas. E por *essas* amigas, leia-se eu, Magrela e Maria-Mole.

_____________________________________________________

Enquete:

Significado de "SOLTEIRAS" da placa:

( ) Encalhadas
( ) Querem dar
( ) Encalhadas que querem dar

????????

Seja lá qual for a opção, melhor sair discretamente. Ainda que nossas risadas não tenham permitido que fosse tão discretamente assim.


sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Mundo, mundo, vasto mundo

Mundo, mundo, vasto mundo
se eu me chamasse Tamborindeguy
não seria uma rima...
Mas quem sabe
não poderia ser uma solução?



Pois é, Fernandinho. Pois é...


(Do da foto, em "Poesia numa hora dessas?!")

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Lembrancinhas

Daí que meu aniversário tá chegando e eu, como bo'alma que sou, resolvi selecionar algumas LEMBRANCINHAS de meu agrado para que vocês, queridas leitoras/amigas, não tenham o menor trabalho de se preocupar com a trivial pergunta: "o que que eu dou/compro para ela?" Seguem alguns MIMOS:

Começando de leve... um tipo de vale custeando todos os eventos (muitos) que quero/pretendo ir por um ano.
Também aceito um cartão com saldo disponível de 10 mil (euros!) para comprinhas, muitas comprinhas.

Também me contentaria com uma viagem para um destino simples, tipo essa ilhazinha grega aí abaixo. Ah, tudo (de luxo) pago, por duas semanas, óbvio!


Me faria muito feliz também algo mais material. Tipo este carro báaaaaaaasiquinho.


Mas feliz, FELIZ MESMO, me deixará aquela que, além da garantia de ser minha amiga para todo o sempre amém, se propuser a me dar este presentINHO abaixo. E esse nem precisa embrulhar pra presente não! Assim, exatamente assim, já tá ÓTIMO!!!


PS: Pessoas, não briguem decidindo quem me dará o que, ok? Ahh e caso alguém fique sem lembrancinha para me dar, fique tranquilo que providencio uma outra listinha básica! rs
Beijo a todos e façam surpresa! Mal posso esperar! hehe